segunda-feira, 31 de maio de 2010

Karate Kid (1984,1986,1988) Trilogia DVD

Alguns filmes marcam a nossa infância,e quando FINALMENTE são lançados em DVD,e com a dublagem clássica não se deve pensar duas vezes e ir correndo comprar,pois como brasileiro sofre pra ter uma boa edição elas geralmente acabam rapidinho.

Essa edição foi lançada em Dezembro de 2009,adquiri a minha no fim do mês de Maio.Mas as minhas não vieram em widesceen.Apenas o primeiro filme vem com menu animado,e com bons extras da época e também com o elenco atual falando sobre o filme,só sentimos falta da atriz Elisabeth Shue.

O box é bonito,sua caixa é daquelas duras,vem com cinco cartões com cenas do filme,e com frases,o ruim é que cada disco vem em um box slim,essa edição poderia ter sido lançada em digpeck,como a edição quádrupla do filme De Volta Para o Futurro.
(Bastidores)

O roteiro foi escrito por Mark Kamen,que sempre gostou de artes marciais e achava que seu roteiro daria um bom filme

Primeiramente para o papel do Sr. Miyagi,o estúdio pensou no ator Toshiro Mifune,mas o seu Miyagi era muito duro.O estúdio resolveu fazer um teste com Pat Morita,o próprio não sabe como ele conseguiu incorporar o personagem, simplesmente quando o diretor de elenco disse "ação" Morita fez aquela foz rouca para o personagem,e todos da produção gostaram dele imediatamente.

Quando o ator William Zabka,foi fazer o teste para o Badboy Johny,ele agarrou o diretor de elenco e o jogou sobre a mesa,logo em seguida ele pedio desculpas pois ali,não era ele, e sim o personagem Johny.

As coreografias foram criadas por Pat Johnson (o juiz que aparece durante a luta no torneio).Ele treinou cada ator individualmente.Pat Morita e Ralph Macchio treinaram juntos.Jhony e sua turma tiveram aulas, e Martin Kove (John Kreese) o professor do Kobra Kai também teve um treinamento individual.

Ralph Macchio,ainda tem aquele carro amarelo que seu personagem Daniel ganhou do Sr.Miyagi.Só podemos sentir falta nos extras do DVD,é a presença da atriz Elizabeth Shue.

Karate Kid,é um raro exemplo de uma verdadeira trilogia,pois apesar de ter levado cinco anos para concluir a história,o estúdio e o diretor sempre tiveram um respeito com a franquia,evoluindo os personagens principais, de forma que você consegue perceber o amadurecimento deles em cada filme.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Os Garotos Perdidos Edição Especial DVD duplo (The lost Boys,Special Edition,)

Os Garotos Perdidos DVD

O filme foi produzido por Joel Schumacher e Richard Donner.No inicio o roteiro original contava uma história mais infantil,mas Schumacher conversou com o estúdio e com Donner,sobre sua idéia de como ele visualizava o filme,e todos gostaram.É graças a ele o filme tem esse visual mais aventura,humor e horror.


O filme foi filmado na cidade de Santa Cruz (California),mas os moradores não queriam ter a cidade associada com violência,então,eles mudaram o nome para Santa Carla

Todos que faziam parte do elenco eram então novatos.Jason Patric (Michael) de inicio não queria fazer parte do filme,porque,ele como ator,queria ter uma carreira séria,então para ele um filme com tema vampiros,não parecia ser bem apropriado.Mas Schumacher,havia gostado muito dele,e depois de muita insistência,ele terminou aceitando.

Quando Corey Feldman (Goonies),foi fazer seu teste para interpretar um dos irmãos Frog,Schumacher,pedio-lhe que ele assistisse a filmes de Rambo e outro (que não lembro),pois para Schumacher os irmão Frog,eram pessoas sérias e mesmo não sendo especialistas de fato em caçar vampiros,eles se levavam muito a sério.Corey também teve que falar com uma voz mais grossa.

Para encontrar a atriz,que faria o papel de Star,foi mais difícil.Schumacher,imaginava a personagem sendo loira de cabelos curtos (lembrei-me do filme A Lenda de Billie Jean).Mas todas as atrizes que ele fazia teste não eram boas.
Até que foi-lhe indicado a atriz Jamie Gertz,ele gostou muito dela,pois ela tinha um visual meio cigano.

Os Garotos Perdidos,foi um filme que terminou fazendo um grande sucesso.Passado todos esses anos,a produção é considerada um CULT,um grande símbolo saudosista dos anos 80,assim como o filme Os Goonies.

Essa edição especial do dvd,está bem caprichada,além dos extras serem muito bons,estão todos legendados.Pena que essa edição não veio com a luva.A warner Home Video,errou feio.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

DollHouse (2009)Série

DOLLHOUSE

Serie produzida por Joss Whedon (Buffy A Caça Vampiros).É uma ficção que conta a história de Echo (Eliza Dushku)(Buffy & True Calling),uma jovem que trabalha para um organização secreta que da o nome título da série.
As "bonecas",no caso são jovens que tem suas personalidades trocadas,que variam para cada tipo de cliente.No fim de cada trabalho,o perfil usado para aquela ocasião é apagado,e elas passam o resto do tempo literalmente como bonecas,ou seja não sabem quem realmente são.Porém,Echo passa a ter pequenos flashs sobre sua vida anterior.

Gosto muito da atriz Eliza Dushku,por isso fiquei ansioso pela série.No começo achava que seria uma série de ação,mas o programa vai além disso,ele mexe mais com o lado psicológico dos personagens.

Paralelo aos eventos que vão acontecendo no mundo de Dollhouse,temos o agente do FBI Pall Ballard (Tahmoh Penikett),que acredita na existência da Dollhouse,e tenta procurar também uma jovem desaparecida,que na foto que ele carrega identificamos sendo Echo.

Sua primeira temporada possui 13 episódios,cada um deles é contada uma história diferente,mas a medida que vamos acompanhando ficamos sabendo um pouco mais sobre a mitologia da série,e desvendado seus segredos

Sua primeira temporada terminou muito bem.O 13 episódio,ele é especial,e nos mostra as conseqüências que a Dolllhouse traria para o futuro.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Bala de Prata (Silver Bullet,1985)

A Hora do Lobisomem,conta a história do jovem Marty (Corey Haim),que mora na cidade Tarker´s Mill nos E.U.A.Quando,no ano 1979 os moradores locais passam a ser mortos por algum psicopata.Logo Marty passa a acreditar que o assassino possa ser uma criatura...um lobisomem.
Depois de sobreviver ao ataque da criatura,Marty resolve investigar sobre a identidade do monstro que está levando pânico em toda a cidade.

O filme foi baseado no livro de Stephen King Bala de Prata(The Cycle of Werewolf).Quando esse filme passou no SBT foi com o título do livro[que é bem melhor].
Mas como as distribuidoras,de filmes adoram pegar carona em títulos de filmes que estão fazendo sucesso[na época,A Hora do Pesadelo],então todos os filmes de gênero vinham intitulados como:A Hora da Zona Morta,A Hora Do Espanto...e por ai vai.


A trama se desenvolve com um bom rítimo,o que podemos destacar também,é que o nosso protagonista,é um garoto paraplégico,coisa que aparentemente leva o público a pensar que ele é
uma vítima fácil para a criatura,mas graças a sua cadeira motorizada,Martyn consegue se locomover facilmente.


Apesar do público não ver a transformação da criatura no começo do filme,e em algumas cenas fica óbvio que é um boneco,mesmo assim,no fim é mostrada sua transformação.Muito bem feita(lembra-nos o filme Um Lobisomem Americano em Londres)
Sorte daqueles que conseguiram adquirir o dvd,pois o mesmo já encontra-se esgotado.

terça-feira, 11 de maio de 2010

A Roda Da Fortuna (The Band Wagon,1953,DVD

A Roda Da Fortuna

Fred Astaire,interpreta neste filme um ator que não consegue mais fazer sucesso,decide então voltar a N.Y.Lá ele é recebido pelo casal de roteristas interpretado pelos atores;Oscar Levant e Nanette Fabray.

Ambos estão bem ansiosos pois haviam desenvolvido um scripte,para um musical
cheio de humor.Até que o diretor que iria fazer o show interpretado por Jack Buchanan,resolve mudar toda história querendo que ela fosse um drama.Como se não bastasse Tonny Hunter(Astaire),não quer dançar com sua nova parceira Gabrielli Gerard(Cyd Charisse).Mas logo depois os dois se entendem,e uma boa amizade começa.
Porém os problemas não acabam por ai.Logo depois da estréia da peça,vê-se,que foi um desastre total.Agora Tonny,e todos os membros da produção resolvem refazer tudo novamente,como eles haviam planejado.

O filme foi feito por Vincent Minelli.Vincente consegui realizar uma verdadeira obra de arte cinematográfica.As filmagens iniciaram no fim de Setembro de 1952,e duraram quatro meses.

Na realidade,Fred Astaire,não queria dançar com Cyd Charisse,pois achava que ela fosse mais alta que ele.Os roteristas deram um jeito de colocar isso no filme também.Pois apesar de Astaire ser um bom dançarino,ele era apenas um sapateador,em quanto Cyd Charisse,era uma dançarina de bellet profissional.

Durante as filmagens,a esposa de Astaire estava internada em um hospital com câncer,após as filmagens,sua esposa veio a falecer.Astaire,era descrito como um ator bastante reservado,e não era de conversar muito nos SET de filmagens.


Logo nos primeiros dias de filmagem,quando foram gravar a cena Shine on My Shoes.Vincente havia saido com sua filha liza Minelli,e ambos viram um engraxa-

te,que dançava na hora de atender seus clientes.Vincente o contratou para fazer uma participação no filme,logo depois ele voltou a sua atividade normal.Ma desta vez,ele tinha o poster do filme com sua foto.
Todas as cenas do filme são bonitas.Mas a Dancing In The Dark,(foto lá em cima)é uma das mais bonitas,quando os dois personagens Gabrielle e Tonny decidem passear por N.Y. e ao chegarem no parque ambos começam a dançar.

Outra numero de dança muito bom é o Girl Hunt.Essa dança é uma paródia aos filmes de detetive.Aliais foi daí que Michael Jackson tirou o clipe Smooth Criminal.

Apesar dos grandes problemas que o filme teve durante seu processo de realização,ele se tornou um grande sucesso de crítica e público.

Devo confessar que meu interesse em assistir ao filme veio dessa cena que eu vi no youtube.Achava que se tratava de um filme sobre um roubo de diamante e Fred Astaire iria desvendar o crime.
Mas o filme é muito bom de se assistir,e DVD duplo vem com um making of sobre a produção do filme.

domingo, 9 de maio de 2010

Poltergeist 2 O Outro Lado (Poltergeist 2 The Other Side,1986)


ELES VOLTARAM (THE´RE BACK)

A família Freeling está de volta,após os eventos ocorridos no primeiro filme,o casal Steve e Dyane vão com Carol Anne e Robbie morar na casa da vovó Jess(mãe de Dyane).A família vai seguindo a vida normal,Jess passa a notar que sua neta Carol Anne possui algum dom.

Dyane e Steve estão com problemas financeiros,pois o seguro(da casa)não aceita paga-los pela perda misteriosa da mesma.Como se não bastasse dias depois A mãe de Dyane morre.
Mas não demora muito e os espíritos Poltergeist voltam a perseguir e assombrar a família novamente,mas desta vez além de contarem novamente com a médium Tangine,eles serão auxiliados por um índio chamado Tylor

A produção tenta respeitar o primeiro filme mantendo os personagens,e não alterando nada (com excessão da atriz Dominique Dunne (Dana Freeling),que mesmo com sua trágica morte poderia ter sido citado seu personagem.

Tentam até explicar a origem dos espíritos,mas acaba derrapando,já que no original a família era assombrada porque a casa havia sido construída sobre um cemitério indígena,e nesse segundo filme tentam dizer que era por causa de um reverendo que levou mulheres e crianças para uma caverna debaixo da terra e e eles morreram
Se no original os sustos são garantidos,nessa segunda parte fica devendo.Até mesmo os efeitos especiais são inferiores ao original,mas mesmo assim garante cenas memoráveis (como a do vômito)

O desfecho acontece de forma bem rápida,mas mesmo assim é interessante ver a família andando pela rua do bairro abandonado que um dia eles moraram.Você consegue perceber muito bem que o bairro passou a ser como uma cidade fantasma.

São esses e outros detalhes que criam uma conexão com o primeiro filme que impede-nos de não gostar de Poltergeist 2,deixando um espaço na nossa prateleira para ele,mesmo que essa segunda parte não tenha sido lançada em DVD,assim como sua terceira e última parte.

sábado, 8 de maio de 2010

Amblin (1961,Steven Spielberg

Amblin,primeiro filme de Steven Spielberg.Na verdade foi um curta metragem de 35 minutos.

Conta a historia de um jovem rapaz (Richard Levin),que está atravessando o deserto da California,carregando sua mochila com o seu porta-violão.
Até que ele conhece uma garota (Pamela McMyler),e os dois passam a atravessar o deserto juntos.

Assistir ao curta fica bem claro como Spielberg já sabia como utilizar bem a câmera,os ângulos que ele usou,os closes que ele dava,mostram um trabalho de primeira.
Amblin não possui diálogos,o filme todo segue com uma trilha sonora

Graças ao Curta,Spielberg ganhou um contrato com o estúdio da Universal de sete anos,tornando o diretor mais novo a ser contratado.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Encurralado (Duel,1971)Steven Spielberg

Duel (Encurralado)

Filme produzido pelo até então desconhecido Steven Spielberg,feito para a rede de tv ABC.

Conta a história de um homem de negócios chamado David Mann(Dennis Weaver),que durante em uma viagem de negócios pelo semi-deserto nos E.U.A,depara-se com um misterioso motorista de caminhão,que após David ultrapassá-lo,resolve o perseguir e ameaçar sua vida.


Foi dado a Spielberg o prazo de apenas 10 dias para produzir Encurralado,mas ele levou 13 .Mesmo tendo passado do prazo,sua determinação em fazer o filme era tanta,que ele conseguiu realizar um excelente película ,bem ao estilo Hitchcok.

Depois do sucesso do filme na tv a emissora ABC decidiu lança-lo nos cinemas.Para isso o filme deveria ter noventa minutos de projeção,então Spielberg teve que filmar mais uma cena(aquela em que o caminhão empurra o carro de David contra o trem,que está passando)

Sua assistente na época Nona Tyson,encontrou um artigo na revista Playboy chamado DUEL,escrito por Richard Matheson.já haviam escolhido uma pessoa para filma-lo,Spielberg mostrou suas idéias em um script e deram-lhe a oportunidade.

Para o personagem principal,Spielberg contratou o ator Dennis Weaver,pois gostava de seu trabalho,e foi Dennis que o ajudou a encontrar o resto do elenco.Já que Spielberg disse que sabia filmar,mas não entendia nada de atuação.

No incido,o filme seria filmado em estúdio.Mas Spielberg não queria,pois assim ficaria muito falso.Então ele filmou tudo em uma locação.

Spielberg,queria que o carro fosse vermelho.Já que geralmente as cores do deserto são sempre bege e marrom,pois assim conseguira destacar o carro no meio de todo aquele ambiente sem vida e inóspito.
Já o caminhão,ele escolheu um Peterbilt.Pois tinha um estilo mais antigo,ele tinha uma "face".As janelas eram os olhos,o nariz pontudo era a grade,e o pára-brisa era a boca

Para ter uma idéia de como faria as filmagens,Spielberg desenhou um mapa de todo o percurso que os veículos fariam,e com os respectivos lugares que eles passariam.
Uma das câmeras usadas no filme,tinha sido uma criação de Patt Hustis,que era uma câmera acoplada em um carrinho de corrida,assim ele conseguia filmar tanto o carro quanto o caminhão de um ângulo baixo.

Por que o caminhoneiro fazia isso?

O próprio Spielberg disse que as placas que encontra-se na dianteira do caminhão pertencia aos carros de cada vítima que eles fez empurrando seus carros contra o penhasco, atreves dos estados que ele passou.A intenção era ele ser um saqueador que percorria todo o estado.

O filme foi lançado aqui em DVD,quem conseguiu adquiri-lo teve sorte,pois o filme vem dublado e com excelente extras.

*Conversando com o diretor Steven Spielberg
*Steven Spielberg e a televisão
*Richard Matheson escrevendo Duel
*Trailer
*Galeria de fotos e Posters

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Circo dos Horrores O Assistente do Vampiro,2009 (Cirque Du Freak The Vampire´s Assistent)

Circo dos Horrores, O Assistente Do Vampiro,veio para pegar carona na onda "pós Crepúsculo". Mas apenas vem com uma história,mais feita para os guris de 13 anos.

O problema é que o estúdio queria fazer um filme que fosse censura PG-13,e conseguiram,porém a trama segue sem rítimo e não traz novidade para essas histórias de vampiros.

Eles poderiam ter feito a história com menos humor,tornando-a mais sombria(afinal é assim que a franquia Harry Potter vem fazendo,e não é à toa que vem dando certo até hoje).

Pois elementos não faltam,como o próprio acampamento onde as aberrações do circo moram(que aliais está muito bem feito,nem parece ser um cenário)Até mesmo os vilões,são bem caricatos,e em nenhum momento passam a sensação de perigo.

O filme ainda termina,de forma que tenha uma continuação.Mas duvido muito que tenha,e acho que foi um erro do estúdio em termina-lo dessa forma,é como dar um tiro no escuro.

É como eu falei antes,acho que eles tentaram pegar carona com a saga Crepúsculo,achando que o filme seria um grande sucesso de bilheteria.

Mas aqui no Brasil,nos cinemas o filme só deu o ar de sua graça nos Posters,sendo lançado por aqui direto em DVD.Já o próprio vem com extras muito bons, e todos legendados.

O filme foi baseado na série de livros de mesmo nome.O primeiro volume realmente é muito bom,apesar de manter a narração mais voltada para o público infantil,mas mesmo assim consegue manter um equilíbrio muito bom entre o humor,suspense e até drama.

Já o volume 2(O Assistente do Vampiro) e o 3(Túneis de Sangue)vão seguindo ladeira abaixo.Mas os livros não terminam por ai,são no total 12 volumes,talvez..não sei... a trama vá ficando mais sombria,mas preferi não arriscar,(apesar de já saber como a história termina para Darren Shan)então comprei outros livros

Mas O Circo Dos Horrores O Assistente Do Vampiro,é um filme que você pode assistir numa boa,mas a molecada vai gostar mais.

Avatar (Avaratar,2009,James Cameron)

James Cameron produziu em 1997 a maior bilheteria dos últimos tempos,Titanic.
Logo depois disso,fiquei ansioso para o próximo projeto do diretor.O tempo foi passando...passando,e Cameron só queria saber de ficar fazendo documentários sobre naufrágios,foi o que apelidei de "a maldição do Titanic"

Mas,estava eu enganado,Cameron passou dez anos trabalhando no projeto Avatar, desenvolvedo a tecnologia necessária para dar vida a seu mundo imaginário.

Não corri para assistir o filme nos cinemas,pois não tinha visto nada de mais na história..E realmente o roteiro,não é lá essa coisas.

Mas o filme tem excelentes cenas de ação e um visual muito bom,o que mais me chamo atenção foi o planeta Pandora,com todo seu ecossistema,até mesmo uma língua para o povo Na´Vi

Mas nos tempos de hoje,que parece que a mãe natureza está se voltando para nós,pelo menos o filme tem uma mensagem ecológica,e quem sabe ainda podemos fazer algo por nosso planeta.



quinta-feira, 29 de abril de 2010

Onde Vivem Os Monstros ("Where The Wild Things Are,2009)

Onde Vivem Os Monstros não é um filme voltado para o público infantil,as crianças desavisadas não vão gostar,alias até falam que o estúdio da Waner Bross não gostou,e pediu para que o diretor Skipe Jonze refizesse boa parte dele,para que ficasse mais agradável para as crianças.

Max,é um garoto de nove anos de idade,que mora com sua mãe,que apesar de gostar muito dele não tem tempo para lhe dar atenção,sua irmão também não está muito longe disso,agora que é adolescente só tem olhos para o namorado.
Uma noite,o garoto discute com sua mãe,e ao fugir de casa,avista um barco em um lago que o leva para o oceano,nessa viagem ele é levado para uma ilha inóspita, habitada por enormes criaturas,que logo ficam amigos.

Cada criatura na verdade,é um pouco de nós,e suas personalidades são bastante nítidas.
O filme demora um pouco a "decolar",mas aos poucos a trama vai ficando um pouco melhor.(e é nesse ponto...acho eu...que as crianças não vão gostar).

O convívio entre as criaturas já não era muito bom e com a chegada de Max lá,as coisas melhoram um pouco,mas depois as indiferenças tomam conta de todos,e é atreves disso que o garoto Max vai amadurecendo e aprende,que às vezes as coisas não são como queremos e nem as pessoas são como gostaríamos que fossem

As roupas das criaturas que os atores vestem,são bastante realistas,faz agente lembrar nossa infância na década de 80,quando Jim Henson,(Labirinto A Magia do Tempo)nos fazia viajar com seus bonecos
É um filme que até chega a emocionar,e nos mostra que existe algo selvagem dentro de todos nós.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Além da Imaginação Um Pouco de Paz e Tranquilidade. (A Little Peace And Quiet,1985)

Nos anos 80,foi feito um remake da série Além da Imaginação.Eu adorava assistir,pois eram histórias recheadas de mistério e suspense.

Lembro-me até hoje de um episódio em que uma mulher conseguia congelar o tempo, graças a ajuda de um colar.Pesquisando ma net eu achei esse episódio

Ele é o segundo episódio da primeira temporada.

Conta a história de Penny (Melinda Dillon),uma mulher casada,e com quatro filhos.Sua vida é um eterno corre-corre,seus filhos não param de brigar,a máquina de lavar não funciona direito e seu marido não consegue fazer nada sem que poça contar com a sua ajuda.
Até que um dia,cavando o jardim da sua casa,ela encontra um colar que tem a forma de um relógio.Um certo dia tendo a maior gritaria em sua casa,Penny simplesmente grita CALEM-SE,e todos ficam congelados.

No decorrer do episódio,Penny,vai usando os poderes do colar,e sempre escutando em rádio e na TV,uma possível guerra nuclear.No fim a ameaça torna-se realidade,sua cidade seria atingida,mas na hora ela grita CALEM-SE.Ao sair na rua todos estão congelados,e ao olhar para o céu ela avista o míssil.

Tem alguns pontos que eu gostaria de levantar.Por ser uma serie dos anos 80,os efeitos especiais, simplesmente não existiam,por exemplo:quando Penny congelava as coisas alguns atores,(principalmente as crianças) simplesmente tinham que ficar imóveis e às vezes eles se moviam um pouco
Lógico o bombardeio estava relacionado com a Guerra Fria,que existia na época,entre E.U.A e a ex União Siviética.

Mas foi um dos episódios de que mais gostei e lembro até hoje.Consegui assisti-lo no youtube.


domingo, 25 de abril de 2010

O Padrasto (Stepfather,2009)

Quando eu vi que iriam fazer o remake do filme o padrasto (1987)fiquei animado pois os atores eram conhecidos teríamos Dilan Walsh (Nip Tuck) e Penn Badgley (Gossip Girl).

Mas eu nunca tinha assistido ao original,só pude assisti-lo no youtube,e para minha surpresa o padrasto era interpretado pelo ator
Terry O´quinn (o John Lock da série LOST).

Mas,quando assisti o trailer da nova versão,achei o filme cheio de clichês.Realmente é isso que o filme é.
A começar pela forma com o casal se "conhece"
que, claro, por se tratar de assassino em série (e que ainda sofre de TOC, transtorno compulsivo obsessivo) é óbvio que o encontro dos dois não foi por acaso,já deve ter sido todo premeditado por ele antes.Mas eu acho que o diretor poderia ter feito algo que fosse menos direto

No resto, a trama, se desenrola de uma forma que não prende nem um pouco a atenção do telespectador , forçando o suspense em certos momentos.O final é repleto de clichês do gênero,e quando você pensa que só está começando de repente o filme acaba.

Entre essa refilmagem e o original de 1987,eu fico com a segunda opção.



terça-feira, 20 de abril de 2010

Fúria de Titãs (Clash Of The Titans,2009)


FÚRIA DE TITÃS

Eu achava que fúria de Titãs,iria ser uma super produção no estilo Senhor Dos Anéis,mas não foi nada disso.

Novamente assim como o filme Percy Jackson E O Ladrão de Raios,Eles alteram os personagens mitológicos,mas para aqueles assim como eu,que não conheço nada sobre mitologia,não vai perceber nada

Ação não falta na tela,algumas das criaturas são bem grandes:como o escorpião e lógico o Kraken,mas diferente dos transformers de Michael Bay,todas as criaturas ficam bem nítidas mesmo em cenas nas quais elas se movem bem rápidas.



domingo, 18 de abril de 2010

A História Sem Fim (Michael Ende)

A História Sem Fim

Finalmente lí o tão famoso livro de Michael Ende,não que eu tivesse sido impedido de lê-lo antes,é que só agora depois de todos esses anos,é que....como posso dizer...assim com Bastian fui fisgado por ele.

Assim como o filme Cinema Paradiso é uma declaração de amor ao cinema,A História Sem Fim é uma declaração de amor aos livros.

Ende teve um trato todo diferente com o livro,onde cada capítulo dele, corresponde a uma letra do alfabeto,que é ilustrado com alguns dos personagens.Também o livro é escrito com duas impressões:uma verde e outra vermelha.

Bastian é um garoto gordinho de pernas tortas,que sofre perseguição dos colegas da escola, além de ter perdido a mãe,e viver com um pai que ainda não superou a perda da esposa,Bastian não vai bem nos estudos,e é sempre chamado atenção pelos professores.
Até um dia ele invade uma livraria e rouba A História Sem Fim,ao chegar na escola atrasado,resolve ir para o porão e começa a ler o livro.

Michael Ende não ficou nem um pouco satisfeito com a adaptação cinematográfica de 1984.Depois de ler o livro eu concordo com o autor,não me levem a mal ainda gosto do filme.Porém o filme deixou muita coisa de fora,principalmente por ter mudado a fisionomia dos personagens (quem leu o livro sabe do que estou falando)

A segunda parte do livro,(tenho lido em alguns Blogs,que as pessoas não gostaram,acharam sem rítimo e monótona).E concordo em partes,já que nessa segunda parte, nosso herói ,entra no mundo de fantasia,e por ter a salvo,todos em os seres passam a conhecer o seu nome,e a trata-lo com herói (se bem que isso é verdade),porém,isso desperta o lado sombrio dele.Bastian passa a ser uma pessoa narcisista.

Mas isso tudo é causado pelo efeito do Aurin que passa a conceder os seus desejos e a medida que ele vai usando,Bastian passa a perder parte de suas lembrança que tinha no seu mundo.
A história passa a ser a jornada de alto conhecimento de Bastian,onde ele enfrenta o seu maior inimigo,enfrenta a si próprio.Também nos fala sobre o valor da verdadeira amizade.

sábado, 10 de abril de 2010

Te Amarei Para Sempre (The Time Travel´s Wife,2009)


Te Amarei Para Sempre

Clair é uma garotinha que no ano de 1977 aos seis anos de idade conhece Henry,um jovem nos seus quarenta e poucos anos que se diz vir do futuro,não acreditando nele,o próprio desaparece na frente dela.A partir dai,Clair passa a esperar sempre por Henry.
Até que Clair finalmente com vinte anos de idade,conhece o jovem Henry de vinte e seis an0s,logo os dois começam a namorar e casar,mas será possível o relacionamento dos dois vencerem esse desafio e serem felizes?










O filme foi bem adaptado,porém certas coisas no filme não funcionam bem,e acabam estragando a surpresa da história.
Outra coisa que poderia ser melhor explorada são as viagens de Henry ao passado quando ele depara-se com ele mesmo.
O final do filme eles modificaram do original do livro,coisa que na minha opinião foi um erro pois achei bem melhor o do livro.

Não dar para entender Hollywood,em 1998 assisti no cinema o filme Encontro Marcado(Meet Joe Black),o filme possui nada mais nada menos que três horas de duração,já estava ficando bastante agoniado com a projeção que parecia não acabar.
Eu até teria gostado do filme se ele tivesse 1:40,mas o filme não tinha o que mostrar e se prolongou de uma forma bem desnecessária.

Te Amarei Para Sempre(aliais,título bem clichê)Poderia ter tido no mínimo umas duas horas e meia,porque esse sim,além de ter uma boa história poderia ter explorado melhor o livro e ter aproveitado mais coisas.
É uma pena.Mas que não assistiu o filme leia o livro primeiro,e aqueles que viram o filme leiam também.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

A Mulher do Viajante no Tempo (Audrey Niffenegger)

Quando eu assisti o trailer do filme Te Amarei Para Sempre,e vi que era baseado em um livro corri para compra-lo,mas para minha decepção,o livro havia se esgotado.Mas a editora SUMA DE LETRAS relançou o livro e finalmente consegui o ler.

A história conta o relacionamento de Henry e Clair, que o conhece quando ela tinha apenas seis anos de idade e ele tinha trinta e seis em 1977,neste momento Clair estava literalmente conhecendo o seu futuro marido já que,Henry sofre de uma rara condição genética que o faz viajar no tempo sem ele querer.

A Mulher do viajante no Tempo é o livro de estreia da autora Audrey Niffenegger,que traz um romance utilizando a viagem no tempo sem cair no clichê.
O recurso utilizado para contar a história do casal Henry e Clair,é mostrada de uma forma bem interessante,ou seja não é narrada de forma cronológica.Sendo assim o leitor "viaja" no tempo junto com o próprio Henry.A história também é contada do ponto de vista de Clair,isso torna a leitura mais prazerosa.

A medida que vamos lendo,vamos ficando cada vez mais intimo do casal,e ansiosos para saber se eles conseguirão ter uma vida normal.
Mas não pense que é um conto de fadas,há momentos bem dramáticos,e mesmo Henry sendo um viajante no tempo,ele não pode alterar nenhum acontecimento,todo cuidado é pouco.

(ATENÇÃO SPOILER)
Harry de quinze anos conversando com o seu próprio Henry de quinze anos.
-Ha uns dois anos,vi uma garotinha levar um com um taco de hóquei na cabeça.No Indian Head Park.Foi horrível.Depois descobri que ela morreu no hospital.E ai comecei a viajar no tempo para voltando àquele dia,muitas vezes,e queria avisar à sua mãe dela,e não consegui.Era como estar na platéia assistindo a um filme.Era como um fantasma.Eu berrava:Não leve-a para casa,não a deixe perto do gelo,leve-a embora,ela vai se machucar,ela vai morrer,e via que as palavras estavam só na minha cabeça,e tudo seguiria como antes.
Hanry diz:
-Você fala em mudar o futuro,mas para mim,isso é passado,e até onde posso dizer,não há nada que eu possa fazer a respeito.Quer dizer,eu tentei,e foi a tentativa que fez aquilo acontecer.Se eu não tivesse dito alguma coisa,você não teria se levantado.

No fim da leitura ficamos com a impressão que lemos uma biografia.A boigrafia do casal Henry e Clair,pois parece que tudo aquilo aconteceu de verdade(mesmo com a viagem no tempo)Uma história bonita que cativa a todos.

sábado, 3 de abril de 2010

Os Homens Que Não Amavam as Mulheres. (Stieg Larsson)

Devo confessar que comprei este livro no dia 31/08/2009,lí acho que...os três primeiros capítulos e ai desisti,achei-o chato.Mas ai em Março deste ano resolvi retornar a leitura e para minha surpresa não consegui parar de lê-lo.

O livro foi escrito pelo jornalista sueco Stieg Glarson(já falecido),na verdade é o primeiro de uma trilogia,a TRILOGIA MILLENNIUM.Nesta primeiro volume conhecemos o nosso protagonista chamado Mikael Blonkvist,um jornalista dono da revista Millennium que escreve denuncias.O nosso herói é contratado pelo grande industrial Henrik Vanger,para tentar descobrir o desaparecimento de sua sobrinha Harriet Vanger sumida desde do dia 22 de Setembro de 1966 quando ela tinha apenas dezesseis anos.Para isso ele conta com ajuda da hacker Lisbeth Salander,que aos poucos ele vai conseguindo conquistar sua confiança e desvendar todo o mistério que envolve o desaparecimento de Harriet e a família Vanger.

Stieg Glarson consegue criar uma trama nos mais ricos detalhes,principalmente quando se trata de falar da história da família Vanger,porém nossa antagonista Lisbeth,só da o ar de sua graça na página 300 (ela aparece antes,mas me refiro a junção dos dois personagens Mikael e ela).

Esperava mais do livro,me refiro a investigação que Mikael começa,pois ele está sempre andando em círculos e medida que vamos avançando as páginas parece que ele não sai do lugar.Mas quando lisbeth surge,as coisas começam a tomar um rumo mais interessante.

Mas o livro é muito bom.Em uma história onde o protagonista é Mikael,lisbeth nossa antagonista consegue se destacar melhor e o fim...pelo menos para mim foi melhor do que eu esperava.

E para minha surpresa,estava eu pensando:"já que tem tantas adaptações de livros para o cinema hoje em dia, logo-logo vão adaptar esse grande sucesso".Mas....eu estava com os pensamentos atrasados,pois não só o Millennium 1 já tinha sido adaptado,mas também o segundo livro A Menina que Brincava com Fogo.Bem....mas isso é assusto para outra postagem espero que tenham gostado.


sexta-feira, 2 de abril de 2010

Sorte Ou Azar (Meg Cabot)



Pesquisando sobre livros no google deparei-me com esse aqui (Sorte ou Azar) da autora Meg Cabot,seus livros são voltados para o público feminino,mas como eu havia gostado muito do filme Jovens Bruxas,resolvi lê-lo.
Já que o tema era Bruxa,achei que fosse encontrar uma história cheia de clichês,com feitiços pra lá e pra cá.Mas não é bem assim.
Jinx muda-se para Nova York,para ir morar na casa de seus tios e sua prima Tory,que está completamente diferente de quando elas eram crianças,chegando lá,Jinx percebe que não é só no visual que sua prima mudou ela nota que ela denomina-se bruxa, e que, além disso a própria Tory sabe que sua prima de cabelos ruivos é uma bruxa.
Jinx aos poucos começa a descobrir os feitiços maldosos que sua prima faz e passa a combate-los,como se não bastasse Jinx sente-se atraída pelo seu amigo Zach que já está comprometido.

O livro nos fala que temos que aceitar nós mesmo como somos.Recomendo a todos não chega a ser uma graaaande leitura,mas distrai

quarta-feira, 3 de março de 2010

Um Olhar do Paraiso (The Lovely Bones,2009)CINEMA

Um Olhar do Paraíso,traz a simpática atriz Saoirse Ronan,na pele de Susie Salmon,uma jovem garota de 14 anos,que vive sua adolescência no ano de 1973,cheia de vida e de sonhos como todos nós.
Mas,ao morrer de forma brutal,Susie passa a observar a vida de seus entes queridos,em um mundo que parece ser a o céu e a Terra,mas que não é nenhum dos dois.
No início ela vive feliz,com ajuda de sua amiga espiritual Holly,mas a tristeza e a revolta,vão tomando posse dela, e se agravando a medida que ela vê seu assassino,seu vizinho George Harvey (Stanley Tucci)escapando ileso.
Peter Jackson,recria aquele ambiente setentista,com todas as suas cores e sem nehuma combinação,chega a ser engraçado nos dar a impressão que todos sofrião de daltonismo.
O drama predomina na história,e o suspense é deixado um pouco de lado,coisa que Jackson poderia ter criado um balanço entre os dois,talvez assim o público aceitasse mais o filme.
O trabalho dos atores estão muito bem,principalmente de Mark Wahlberg,ator que pessoalmente não gosto de seu trabalho,mas aqui,o faz muito bem.Assim como Rachel Weiz,e lógico Susan Sarandon,que faz uma avó a frente de seu tempo e bem engraçada.
No fim das contas,não importa o quanto grande seja a tragédia nas nossas vidas,temos que seguir enfrente,porque,cedo ou tarde,aqueles que praticam o mal recebe aquilo que realmente merecem.
É,eu sei,parece clichê isso que escrevi mas é verdade.


domingo, 28 de fevereiro de 2010

Percy Jackson e O Ladrão de Raios (CINEMA),

Mais um filme produzido por Chris Columbos,o mesmo que deu vida a saga de Harry potter,reponsável por produzir os dois primeiros filmes,tenta aqui repetir o sucesso da franquia.
A história do filme não poderia ser contada sem ajuda dos efeitos especias,que estão muito bem feitos.Para aqueles que não conhecem nada de mitologia, todas as soluções apresentadas pelo roteiro,aos herões para derrotar seus inimigos não fica assim tão obvias,porém os que tem conhecimento sobre o assunto conseguem advinha logo,e pode até incomodar um pouco,pois,ao tentar trazer para época atual os grandes Deuses da Mitologia Grega termina deturpando um pouco seus personagens.
Nomes mais conhecidos pelo público como Pierce Brosnan e Uma Thurman,estão no elenco,mas terminam sendo personagens secundários,porém o pouco momento que tem em cena Thruman,consegue rouba-la,não só pelo seu visual com Medusa,mas também pela sua performance fazendo uma medusa sensual e cínica.

O filme foi baseado no livro do autor Rick Riodar . Percy Jackson, interpretado pelo ator Logan Lermond[que ao meu ver poderia ter feito um Percy mais expressivo],é um jovem normal como qualquer um,mas que sofre de dislexia e é hiperativo,também conseguimos ver um Complexo de édpo(amor do filho pela mãe).Ao descobrir ser filho do Deus Poseidon,o jovem também descobre que está sendo acusado te ter roubado o raio do Deus Zeus,Percy é mandado para o campo de treinamento, onde ele conhece Annabeth Chase(Alexandra Daddario) e Grover Underwood(Brandon T. Jackson),que o ajudam em sua jornada para provar sua inocência.

O filme não traz novidade nenhuma,mas nem por isso é ruim,pelo contrário,é diversão garantida,mas sem dúvida não vale um ingresso dezessete reais.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

O Milagre de Anne Sullivan (The Miracle Worker,1962)

Assisti esse filme na década de 80,ainda me lembro foi em um Domingo no SBT,em 2008,minha irmã mais velha queria ter esse filme, ai eu lhe dei de natal, o DVD.
Para quem não sabe o filme conta a história real de Anne Sullivan(interpretada muito bem pela atriz Anne Bancroft),uma jovem professora que é chamada para ensimar a linguagem dos sinais a jovem cega e muda Helen Keller (Patty Duke,que igualmente atua muito bem).
A professora depara-se com uma jovem que apesar de suas limitações,é uma pessoa extremamente mimada pelos pais e com um temperamento bastante explosivo,mas,o que a jovem Hellen não esperava era encontrar uma professora, tão dura(no sentido determinada)quanto ela,e aos poucos ela consegue domar a jovem garota que reluta bastante em permitir sua aproximação,aos poucos as duas vão criando uma amizade muito bonita e bastante sincera,revelando no fim o motivo do título do filme.


O Milagre de Anne Sullivan(1962)venceu os Oscar de 1963 em duas categorias
Melhor Atriz para Anne Bancroft,Melhor Atriz Coadjuvante para Patty Duke,e teve mais três indicações:Melhor direção,Melhor Roteiro adaptado e melhor figurino preto e branco.
A jovem Helen praticamente não vivia como um ser humano,pois não sabia nem se comportar na mesa durante as refeições,mas não podemos culpar seus pais pela forma com lhe tratavam,apenas faltavam-lhe conhecimento sobre como criar uma filha com sua deficiência,principalmente porque eles viviam no século 19 no ano de 1887.

O filme também mostra um pouco da vida sofrida que a professora Anne Sullivan teve em forma de flashbacks.Durante a infância,foi mandada a um asilo de pobres junto com seu irmão Jimmie,que três meses depois vem a falecer,e a visão de Anne foi afetada quando ela teve tracoma ,porém,ela obteve uma bolsa de estudos para a Instituição Perkis para Cegos,em Boston.Anne Sullivan termina se formando com louvor ,durante os anos que passou na instituição,passou por várias cirurgias nos olhos,restaurando parcialmente sua visão.
Realmente não tem como não se emocionar com a história,o momento final quando Helen "disperta" para a vida,e descobri que tudo tem nome e uma função. É tão emocionante,que sendo o fim do filme,faz parecer que a cena foi criada apenas para concluir o próprio,mas não é,na vida real foi exatamente como acontece na tela.
O Milagre de Anne Sullivan,é um filme que emociona e nos ensina ao mesmo tempo.A história dessas duas extraordinárias mulheres são exemplos usados até hoje.

Mas engana-se quem pensa que a historia termina por ai,muito pelo contrário,na verdade o roteiro do filme, foi uma adaptação do livro escrito pela própria Helen Keller, A História da Minha Vida(The Story of My Life)


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Direito de matar (Do que o ódio é Capaz ) (Right To Kill?,1985)TV


Assisti esse filme quando era criança,deve ter passado na época na Bandeirantes.Primeiro,o que me chamou atenção,é que esse filme era um drama,e esse é um dos gêneros que gosto,principalmente por ter sido uma história real. O filme foi produzido pela Rede ABC,na época o caso teve uma repercussão muito grande nos Estados Unidos,no dia 16/11/1982
Tudo começa quando, a família Jahnkes,mudam-se para sua nova casa na cidade Cheyenne,a casa localiza-se bem isolado das demais,a filha do casal Deborah Jahnke(Justine Bateman)descreve a casa como sendo um casa funerária.

(Justine Bateman)


O pai,Richard Jahnke (Frederic Forrest)trabalha como um investigador criminal.Ele leva seu trabalho muito a sério,é uma pessoa bastante determinada, a descobrir os marginais e também os pervertidos e os estupradores,e por isso possui estocado em sua casa um arsenal de amas,ele faz até questão de ter uma arma sobre a mesa durante o jantar.
O Sr.Jahnke é bastante brutal, e Richard Jahnke Jr. (Christopher Collet),assiste as brutalidades do pai sem poder fazer nada,depois de um confronto bastante sério com seu pai,o garoto procura as autoridades locais para reclamar,mas sua mãe e sua irmã ficam bastantes assustadas e preferem não colaborar com a denuncia,e termina dando a impressão aos policiais que o pai é bastante duro,mas não um pai irresponsável.Os irmãos,mais tarde compõe um plano para acabar de uma vez com seu pai.

(Christopher Collet)

(Frederic Forrest)
Não há dúvida,que os jovens são maltratados, e o diretor John Eman mostra muito bem isso Justine Bateman,é capaz de levar o filme sozinha,ela faz uma Deborah bastante sofrida e frágil.Quem não ficaria do lado deles?
Se você prestou atenção no título original(RIGHT TO KILL?),tem uma interrogação no final,justamente para fazer-mos uma reflexão,será que não havia uma outra forma de resolver esse problema familiar?
O script do filme leva a história até o momento do assassinado,e depois disso aparecem os letreiros falando do destino dos dois irmãos.Na opinião dos escritores esse foi seu pior erro,pois um dos pontos mais importantes questionado é,como alguém pode preparar uma emboscada,matar alguém e dizer que foi auto defesa?
Mas Richard Jr,foi considerado culpado,a sentença foi de cinco a quinze anos de prissão,no Centro de Detenção Juvenil de Cheyenne,Deborah,foi sentenciada de três a oito anos no Centro de Correção para Mulheres.

Essa é a capa do livro escrito por Alan Prendergat,no qual o filme se baseou.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Pleasantville, A vida em preto e branco(Pleasanteville,1998)

Esse filme teve a direção,produção e roteiro de Gary Ross.O filme conta a história de David(Tobey Maguire) um adolescente dos anos 90,que é adora um seriado antigo chamado Pleasantville,David estava se preparando para assistir a maratona do seriado,mas a sua irmã Jennifer(Reese Whiterspoon),tem outros planos,ela havia marcado de assistir um show na MTV com um rapaz da escola ,claro com segundas intenções,já que ela,ao contrário de seu irmão,é uma das garotas mais popular da escola e totalmente sem pudores.Durante a discussão pelo controle remoto os dois,são transportados para o mundo da série dos anos 50 toda em preto e branco.
Na série eles passam a ser os irmão Bud e Mary Sue.David fica espantado em estar vivendo dentro do programa que tanto gosta,por conhecer tão bem os personagens ele não demora para se adaptar ao novo universo.Já sua irmã Jennifer,fica transtornada,pois para uma jovem dos anos 90 como ela,fica bastante dificil seguir com aquele mundo onde tudo é correto,e bastante agradável,ela percebe que mesmo estando em um programa,onde todas as pessoas ali são verdadeiras,seus sentimentos não corresponde a realidade.


Casais dormem em camas separadas,os livros possuem capas,mas não tem conteúdo ,o clima é sempre agradável nunca chove e o time da escola sempre vence os jogos.
Jennifer resolve mecher com a personalidade dos personagens, e a medida em que eles vão tendo novas experiências eles vão ganhando cor,e isso começa alterando o universo da série.Mesmo se esforçando para que isso não aconteça, David,acaba também contribuindo para as mudanças que começam a tomar um rumo bem caótico.
Gary Ross,fez um bom filme,seu trabalho de pesquisa para a criação da cidade ambientada nos anos 50 está impecável,o diretor pesquisou em bibliotecas e buscou lembranças de sua vida durante aquela década. Inclusive é dai que ele "brinca",com a personalidade dos personagens da série por serem tão certinhos,já que ele diz que o ambiente em que viveu durante aquela época,não tinha nada haver com o que o filme mostra.As pessoas fantasiam que aquela época era daquele jeito,mas não era.

O filme,como o próprio diretor fala;é sobre pessoas que enfrentam seus medos e que é bom tentar arriscar coisas novas,e estar preparados para suas consequencias sejá ele boa ou ruim

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

O Resgate de Jessica (Everybody's Baby: The Rescue of Jessica McClure)

O Resgate de Jessica


Esse filme passou várias vezes na Rede Globo,no começo dos anos 90,e todas as pessoas assistiam e comentavam o quanto era bom.O filme não foi uma super produção Hollywoodiana,e sim um filme produzido para a TV,mas foi uma história real onde a personagem principal era uma criança de apenas um ano e meio que se encontrava presa em um poço de água abandonado na cidade do Texas,E.U.A,e que comoveu o mundo .
O texto que segue foi tirado do site Today.mnmbc.com.Foi uma entrevista feita com própria Jessica McClure na época com 20 anos.
Uma mulher adulta de 21 anos de idade,a mulher que sempre será o "bebê Jessica",que a vinte anos atrás ficou presa em uma poço por quase 59 horas."Foi muito estranho",contou ela para o TODAY,o apresentador Matt Lauer sobre o momento dessa entrevista exclusiva.
Desde que foi retirada do poço de oito centímetros de diâmetro em Outubro de 1987,quando ela era apenas um bebê de um ano e meio.Jessica McClure Morales não havia mais retornado ao poço até ter ido com a equipe do TODAY,na verdade ela nunca tinha aparecido na televisão ao vivo ou dado uma entrevista.
"Todos que já estiveram por lá e viram,tiveram conhecimento do que havia acontecido."Disse Jessica com relação ao poço abandonado que fica perto da cerca do quintal da casa de sua tia."Para mim voltar vinte anos mais tarde,foi um pouco difícil;porque eu não fazia idéia do que tinha acontecido lá.
Não até um dia em que ,Jessica com cinco anos de idade,ou seja mais de três anos depois de seu resgate que cativou a nação e o mundo,ela teve conhecimento de sua própria história.
Ela estava assistindo a um episódio de Rescue 911,sobre uma garotinha presa em um poço e foi removida as lágrimas.Ela perguntou a sua madrasta,Seus pais Cissy e Chip McClure,haviam se divorciados,sobre a tal garota,e eles lhe contaram que havia sido ela.
(As pessoas acompanhando o resgate de Jessica)
Jessica,afastou sua franja para mostrar a Lure sua cicatriz que teve na testa.A cicatriz pode ser apagada com uma cirurgia plástica,mas Jessica decidiu não remove-la."a cicatriz mostra quem eu sou,e o fato de que eu estou aqui,e de que eu poderia não estar aqui."
Ela passou por quinze cirurgias no ano em que foi retirada do poço,para reparar seus ferimentos que sofreu.Seu dedo pequeno do pé direito,teve de ser amputado,pois não houve circulação de sangue naquela parte.
Para todos,aparentimente ela é uma mãe normal da cidade do Texas,e tem uma vida normal mas ela ainda é chamada de "o bebê Jessica",coisa que não a incomoda,disse ela a Lauer.
Os pais de Jessica eram duas crianças quando ela nasceu;sua mãe só tinha 17 anos e seu pai 18,quando ela caiu do poço.Sua tia fazia de babysitting,e Jessica estava brincando com outras crianças no quintal enquanto Cissy McClure os observava.Cissy entrou na casa para atender o telefone,quando ela voltou momentos depois,as outras crianças estavam olhando para dentro do poço abandonado,e Cissy ouviu sua filha gritando de dentro dele.
As doações feitas depois de seu resgate está estimada entre 700,000 e um milhão de dólares,que ela poderá ter acesso quando tiver 25 anos.Ela disse que tem interesse em deixar uma reserva para seu filho Simon.

(Ilustração que mostra como Jessica foi retirada do poço)

Até hoje,notícias sobre a vida de Jessica vem apenas de uma fonte a Ladies Home Journal. No 10 e 15 aniversário de seu resgate,seus pais venderam os direitos de sua história para a revista,mantendo todas as outras mídias afastadas.
Jessica casou-se com Daniel Morales,em Janeiro de 2006 em uma cerimônia particular.