sábado, 31 de dezembro de 2016

Sobre A Escrita Stephen King (Summa de Letras)


   Quando descobri que existiam livros de horror e que poderia levar sustos e ter boas doses de suspense além dos filmes, corri para as livrarias a procura de Stephen King. Não sou um grande fã do autor mas gosto de alguns de seus livros.

   Por isso decidi ler Sobre a Escrita, nesta obra o próprio King nos conta sobre seu processo de escrita, suas idéias, bloqueios literários, agentes e muito mais. 

   Esse muito mais é que ele nos conta sobre sua vida pessoal ou seja é um livro autobiográfico também (a Dark Side lançou sua biografia....mas não tive interesse) e é fantástico pois quem já leu alguma biografia sabe que ela é sempre narrada na terceira pessoa....parece besteira, mas saber da vida de um escritos narrada por ele mesmo é muito bom. Parece que ele está conversando com você....ali na hora.

    A leitura é bem agradável e King não poupa palavras de baixo escalão em sua escrita....e isso é muito bom pois mostra que ele não é hipócrita....ele é gente como a gente

   O mais interessante com citei previamente é saber como ele teve algumas de suas idéias para suas obras. Carrie A Estranha. Quando ele está lá em um banheiro feminino fazendo uma limpeza ele viu uma caixa de metal  e perguntou para seu colega para que ela servia?
Ele disse que eram "rolhas de Xo#0%@s." dai começou seu processo de criação. Não vou entra em mais detalhes pois não quero estragar a surpresa da leitura.


  Acredito que King deva ter mudado sua escrita ao longo de todos esses anos, voltando a falar da parte "sobre a escrita" ele diz que um escritor não deve ser tão detalhista assim ele deve claro descrever um cenário para que o leitor visualize em sua própria mente.

   Mas....lembro muito bem quando li uma obra dele pela primeira vez....A Maldição do Cigano e King passa umas três ou quatro páginas descrevendo um quarto....Nossa!!!!!!! me lembro como se fosse ontem, fiquei tão desinteressado, (apenas neste momento)pois adorei o livro.

   Um dos pontos bem triste da obra é quando ele descreve o acidente que ele sofreu...quando foi atropelado (caso você esteja pensando; "deve ter sido isso que o inspirou a escrever Louca Obsessão (Misery)" Não, não foi isso. Mas felizmente tudo terminou bem. 

   Obra imperdível para todas as pessoas que são e não são fãs de King.
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário